12 de julho de 2010

Em nome do Papa - Entrevista de Don Gregório Paixão

Don Gregório Paixão




Nascido em 03 de Novembro de 1964, era uma vez um menino de classe média filho de D. Bernadete e Sr. José Grigório, com três irmãos: Ricardo, Rosa, Dom Henrique e Cristiane. Dom Gregório Paixão é o Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Salvador nomeado pelo Papa Bento XVI.

MG – Como foi a sua infância?
DG – Minha infância foi ótima, vivi em Aracajú – SE até os meus 17 anos, acompanhado da minha família e muitos amigos, estudei no colégio Salesiano e tive uma infância e adolescência marcada pela liberdade... Ir à praia, festas, estar com amigos, namoricos e tudo mais que um menino gosta de fazer.

MG – Com quantos anos o Senhor descobriu a sua vocação religiosa?
DG – Desde cedo, aos 8 anos, eu já sabia que queria ser padre e já respondia quando me perguntavam o que gostaria de ser quando crescesse. Isso não quer dizer que trocava na época uma festa por uma missa. Levei uma vida natural da juventude, mas falava com convicção: Eu vou ser padre!

MG - Qual a sua formação?
DG – Depois do Convento, formei-me em Teologia e Filosofia, fazendo em seguida Doutorado em Antropologia na Universidade de Amsterdã na Holanda.

MG – Como o Senhor enxerga os dogmas da Igreja Católica? Será esse o motivo de certo afastamento dos jovens por conta do conservadorismo? Certa indiferença religiosa?
DG – Todos têm seus dogmas... A sociedade pós-moderna tem dogmas muito bem formados como, por exemplo, “filhos têm que respeitar pai e mãe”!

Os dogmas da Igreja Católica não passam de dez. Citando alguns:

* Jesus Cristo é Deus;
* Jesus Cristo é homem;
* O Papa quando fala, citando o texto da escritura é infalível, mas só é infalível desta forma;
* Maria é mãe de Deus;
* A igreja é continuação da casa de Jesus Cristo;
* O Papa é sucessor de São Pedro.

São normas do direito eclesiástico... A Igreja não aceita casamentos gays e diz isso conforme a tradição, mas não obriga ninguém a se afastar um dos outros e tão pouco da Igreja.

A Igreja Católica defende a fidelidade matrimonial!

Todas as religiões têm suas questões. Acho que a mídia tem certa responsabilidade por só ver a Igreja por um lado, esquecendo o que temos a oferecer ao mundo contemporâneo.

MG – Existem comentários que o Vaticano tem se portado de certa forma omisso em relação às questões de pedofilia envolvendo alguns Padres. Como o Sr. vê isso?
DG – É mentira! Os documentos que o Vaticano encaminha para os Bispos são extremamente duros. O Papa Bento XVI já disse: “qualquer prova que se tenha contra um sacerdote sobre pedofilia, o mesmo deverá ser entregue à polícia!" Os documentos são fortes, mas ninguém publica. Sei que a sociedade não aceita que um sacerdote cometa erros, mas se formos avaliar, em um universo de mais de 300 mil padres quantos são pedófilos? E em outras vocações tão importantes e formadoras como a nossa? Você percebe então que a sociedade também cobra o conservadorismo da Igreja.

Respondendo, então... O sacerdote que for pego em questões de Pedofilia será afastado e deve pagar como qualquer outro cidadão, confirmado será preso como já existem alguns e acabou!

MG – As drogas hoje são responsáveis por quase tudo de ruim que acontece no mundo. No Brasil, estamos vendo esse movimento crescendo e muito. O que a Igreja Católica está fazendo para ajudar nesse assunto? Na Bahia existe algum movimento?
DG – Em primeiro lugar estamos mobilizando toda a Comunidade Católica, enfrentando a questão em todos os encontros, missas, etc., inclusive já fizemos Feira da Fraternidade contra as drogas.

Em segundo lugar, temos pressionado o governo quanto à sua responsabilidade da educação sobre esse assunto.

Todas as Arquidioceses, são aproximadamente 40, tem clínicas de recuperação para jovens drogados, mas a imprensa não divulga.

Aqui na Bahia temos três:

A mais preparada fica em São Francisco do Conde, fazendo um trabalho diferenciado com acompanhamento psicológico, onde o tratamento dura aproximadamente 9 meses. Esse Centro é administrado por Frei Augusto (71- 36511897 ou 71- 91259330)

Temos também um centro em Candeias – (71) 36011942 e em Feira de Santana - (71) 36232875;

Ou seja, estamos respondendo com a prática! Está provado que o número de pessoas viciadas entre os religiosos é mínimo.

Outro incentivo que a Igreja vem dando é o amparo familiar, os heróis da rua existem quando não existem heróis em casa. Família desestruturada e filhos na rua.

MG – Qual a diferença entre a Igreja Católica e a Igreja Brasileira? Casamentos da Igreja brasileira são reconhecidos pela Igreja Católica?
DG – A Igreja Católica tem suas normas, Casamento Católico é na Igreja.

“Até que a morte os separe amem.” È indissolúvel, fora disso é adultério.

A Igreja Católica não reconhece casamentos de outras igrejas nem da Brasileira.

O que não significa que a igreja não aceite os seus fiéis, existe grupos especiais dentro das igrejas para cuidar das pessoas de segunda união. As pessoas não são expulsas da Igreja. Existe a comunhão espiritual, as pessoas têm condições de freqüentar a igreja e são muito bem recebidas.

Mas existe um procedimento que muita gente desconhece e que vou salientar aqui para vocês, A nulidade Matrimonial, existe uma infinidade de motivos pelos quis se pode anular um casamento e assim sendo julgado nulo o casamento, as pessoas estão livres para casar na Igreja novamente.

Chama-se tribunal eclesiástico, se as pessoas tivessem mais conhecimento sobre isso estariam mais amparados.

MG - Mudando um pouco de assuntos polêmicos, gostaria de saber como é a rotina de um Monge.
DG – A rotina de um Monge é trabalho, estudo e oração. Acordamos às 05:00 e às 5:30 h estamos no coro da igreja rezando e o fazemos até às 6:00h. Das 06:00 às 07:00 horas leitura do Livro Sagrado a Bíblia. Das 07:00 às 8:00 assistimos a missa. Em seguida, tomamos nosso café da manhã e seguimos trabalhando até às 12:00h! Até às 12:20h temos a Hora Meridiana que fazemos orações durante 15 minutos, almoçamos e temos o nosso Recreio Comunitário onde conversamos e tratamos de coisas simples até às 13:00h. Daí, voltamos para o trabalho até às 18:00h, momento onde fazemos Orações que chamamos Vésperas, por meia hora e em seguida o nosso jantar, Recreio Comunitário novamente e às 19:30h a última Oração chamada de Completas até às 20:00h quando temos tempo livre para os nossos estudos e nossas leituras.

MG - Em 2006 o Papa Bento XVI o nomeou Bispo Auxiliar de Salvador, o que mudou na sua vida?
DG - Mudou a rotina do Mosteiro, eu era Diretor da Faculdade São Bento, tive que largar, embora continue dando aulas de Grego Ático e Grego Bíblico.

Assumi a rotina Arquidiocesana, pregando a palavra de Deus em todas as comunidades de Salvador, entre seis a oito visitas por dia. É uma rotina de muito trabalho como a do Mosteiro, a diferença é o deslocamento, fico muito tempo no carro e no trânsito, mas é um trabalho bastante gratificante.

MG – O Senhor ainda tem tempo de celebrar missas?
DG – Sim, nas comunidades que visito normalmente, duas por dia nas comunidades periféricas e mais carentes.

MG – Vamos falar de Semana Santa. Hoje em dia, a maioria das pessoas pensa em Semana Santa como feriado, viagens, ovos de páscoa, peixe, bacalhau. Qual o seu conselho para os fiéis da Igreja Católica?
DG – O comércio pegou o Cristo e jogou no lixo. O que é a Páscoa? É um ovo de chocolate?

Páscoa é a celebração da vida! Devemos falar do amor de um Deus que foi capaz de entregar a vida pelo amor. Devemos celebrar o amor.

Precisamos perceber que se ele conseguiu superar a morte vocês também podem superar as suas perdas, suas separações, contemplar o céu azul, resgatar o que tem de melhor.

Se não reconhecermos a beleza de Deus, estaremos no caminho errado.

Não existe Deus do consumismo e foi nele que o comércio se transformou. Não precisamos deixar de comer ovos de Páscoa, muito menos viajar e estar com a família e amigos, mas não podemos deixar de perceber que a Páscoa é um momento de reflexão, Páscoa é ressurreição!

MG – Algum convite? Algum apelo aos nossos internautas?
DG – Meu apelo é familiar!

Gostaria de apelar para a família. A mola mestra da sociedade é a família como um todo. Marido e mulher, mãe e filhos, filhos e pais, irmãos todos unidos é muito melhor e torna tudo mais fácil e mais seguro.

As famílias devem buscar estar cada vez mais unidas, dialogar, construir relações sadias e assim evitamos criar filhos doentes.

Resgatem o amor familiar. Que a família nunca esqueça que sobre ela existe um Senhor abençoando.

MG – O que o Senhor mais gosta de comer?
DG – Cozido! Adoro. (risos)

MG – O Senhor vai ao cinema? Gosta que tipo de filme? Alguma indicação?
DG – Vou sempre que posso. Gosto de filmes que façam algo de novo por mim! Filmes que construam, que eu saia melhor depois de assistí-lo.

Aconselho "Meu Pé Esquerdo", "Humberto G", "O Gladiador", "A Bela e a Fera", desenhos animados com histórias de vida e de reflexões, "Tropa de Elite".

MG – E sua leitura? Qual o livro de cabeceira? Um eu já imagino ...
DG – A Bíblia era esse que você imaginava? (risos) Gosto também de livros sobre filosofia e antropologia. Gosto de romances como "O Perfume", "Os Pilares da Terra", enfim, a leitura faz parte da minha vida.

MG - Seu hobby qual é?
DG – Escrever, já tenho 14 publicações. Pintar e tocar piano.

MG – Uma oração para que meus leitores tenham essa oportunidade.
DG – Essa é uma oração que gosto muito...

"Senhor, no silêncio deste dia que amanhece, venho pedir-te a paz, a sabedoria e a força. Hoje quero olhar o mundo com os olhos cheios de amor. Ser paciente, compreensivo, manso e prudente. Ver além das aparências teus filhos como tu mesmo os vês. E assim, não ver senão o bem em cada um. Cerra meus ouvidos a toda calúnia. Guarda minha língua de toda maldade. Que só de bênçãos se encha meu espírito. Que seja tão bondoso e alegre, que todos quantos se chegarem a mim sintam tua presença. Reveste-me de tua beleza, senhor, e que no decurso deste dia eu te revele a todos. Amém."

MG – Uma passagem da Bíblia...
DG – MC 12,16 “Eu sou o caminho da verdade e da vida”

Desejo uma boa Páscoa a todos e que, que a família permaneça unida e o amor sempre presente.

Entrevista realizada em 02 / 04 /2010.